Segurança Pessoal

Perigos do Compartilhamento de Informações em Redes Sociais para a Integridade Física

A internet é responsável por trazer inúmeros benefícios durante o dia a dia. Hoje, ela é uma das principais formas de entretenimento, passatempo e fonte de conhecimento da maioria das pessoas. Mas, o que muita gente não sabe é que o uso inadequado desta ferramenta, bem como o compartilhamento de informações nas redes sociais pode comprometer sua integridade física.

Muitos usuários não percebem o risco que correm ao compartilharem suas informações em plataformas sociais. Seja por um simples post no Facebook, marcando a sua localização e com quem você está, ou por permissões de acesso de aplicativos e site que monitoram a sua atividade, a verdade é que: quando se trata de compartilhamento de informações nas redes sociais, todo cuidado é pouco.

Quanto mais se navega em uma rede social, maior é a vontade de curtir, comentar, postar e interagir. E é exatamente aí que mora o perigo. Muitos usuários acabam por compartilhar a sua localização em tempo real, fotos de onde está, do que está comendo e, assim, atraindo os olhos de pessoas mal intencionadas que estão à procura do seu próximo alvo.

É importante que o usuário navegue pela internet de maneira consciente, de forma a dosar o que é postado em suas redes sociais, evitando dar muitos detalhes pessoais em suas publicações. Afinal, além de não ser legal que muitas pessoas saibam sobre as particularidades da sua vida, nunca se sabe a intenção daquele colega de rede social que te adicionou e você sequer conhece, não é mesmo?

Então, se você quer saber como proteger a sua integridade física e a de sua família, confira algumas dicas do que não se deve compartilhar em redes sociais.

Postar rotina nas redes sociais

Dentre todas, esta é a atitude que mais chama a atenção de um criminoso que usa as redes sociais para se beneficiar. Considerado um alvo fácil, o usuário que posta sua rotina nas redes sociais acaba por se tornar vulnerável em uma situação que, até então, é rotineira, mas que pode fugir de seu controle ao ser surpreendido por alguém mal intencionado.

Geralmente, as pessoas postam suas rotinas, ou parte delas, em redes sociais instantâneas, como o Twitter ou Instagram. A dica é que, além de desativar a localização em tempo real de ambos os aplicativos, o usuário evite postar imagens que sejam de fácil identificação, como por exemplo, fachadas de prédios, restaurantes, ruas em que apareçam a placa com nome etc.

Mostrar lugares que costuma frequentar

É de suma importância que o usuário também tome cuidado com as legendas de posts que indiquem uma regularidade de presença em determinado local, como, por exemplo: “Quarta-feira é dia de aula de inglês aqui na…”, acompanhada por uma foto onde o nome da instituição apareça. Esta pode ser a oportunidade perfeita para algum assaltante ou sequestrador.

Para os papais e mamães, também é recomendado que se evite a postagem de fotos e vídeos que mostrem as crianças usando seus uniformes escolares. Pode parecer que não, mas aos olhos de um criminoso ou um pedófilo, este já é um facilitador.

Divulgar endereço de trabalho ou residencial

Muitas pessoas às vezes nem percebem, mas acabam compartilhando em suas redes sociais alguns pontos de referência perto de sua casa ou do trabalho. Se juntar esta ação, com as duas anteriores, a situação vira um prato cheio aos olhos do criminoso que já te acompanha na internet.

Além disso, o usuário também deve se atentar a uso de aplicativos como o Foursquare, que divulga a localização do usuário em tempo real nas redes sociais que este permitir. Esse tipo de informação é perfeito para ser usada por assaltantes que estão em busca de uma vítima.

Compartilhamento de informações em redes sociais como o número de telefone

Nos últimos tempos, muitos foram os relatos de pessoas que tiveram o seu número de celular clonado por criminosos que aplicavam golpes financeiros em seus contatos. Os casos, conforme explicado por especialistas, aconteceram com números de telefones que eram divulgados nas redes sociais da própria vítima.

Os telefones, na maioria das vezes, eram divulgados em plataforma de vendas e trocas, em perfis de lojas ou aplicativos de relacionamento.

Além de ficar mais suscetível a esse tipo de golpe, a divulgação de telefones nas redes sociais pode despertar o gatilho para trotes e sequestros relâmpago. Fique atento!

Serviço de segurança pessoal

O serviço de segurança pessoal tem apresentado aumento em sua demanda nos últimos anos. Isso porque as pessoas estão se sentindo cada vez mais vulneráveis a situações de risco.

Esse tipo de serviço também é indicado para empresários, famosos, digitais influencers e pessoas que veem sua vida sempre em destaque em jornais, TV e, claro, nas redes sociais.

O serviço de segurança pessoal tem sido uma saída para as pessoas compartilham informações demais nas redes sociais e, em consequência disso, sofrem ataques que comprometem a sua integridade física.

Todo cuidado é pouco com o compartilhamento de informações em redes sociais

Para garantir a sua segurança e de toda sua família, é importante que a internet seja uma ferramenta de uso consciente, para entretenimento, estudos, relações interpessoais e para demais atividades.

O compartilhamento de informações nas redes sociais é extremamente perigoso e pode colocar em risco a sua integridade física. Então, não facilite! Não dê informações demais sobre a sua vida para quem não precisa saber sobre ela.

A partir do momento em que você expõe demais as particularidades da sua vida nas redes sociais, ao invés de criar contato com sua rede de amigos, você pode atrair a atenção de alguém que está à procura de uma vítima vulnerável e, não tenha dúvidas: ela será você.

Não duvide da capacidade de uma pessoa mal intencionada: ela vai ligar os pontos, monitorar datas, rotinas e horários que a façam chegar até você. A dica é que, antes de postar esse tipo de conteúdo, você se pergunte: “isso pode despertar o gatilho em alguém mal intencionado? Alguém poderá chegar até mim se ver esse story?”. Se a resposta, por mínima possibilidade que tenha, for sim, deve-se repensar no compartilhamento deste conteúdo nas redes sociais.

Gostou desse artigo sobre os Perigos do Compartilhamento de Informações em Redes Sociais para a Integridade Física? Aproveite e leia também no Blog da Macor: Por que o monitoramento de alarmes é essencial para sua segurança

Post anterior
Empresa de Segurança Privada: O que é e como funciona
Próximo post
Como proteger sua residência em caso de viagens e final de ano

Nenhum resultado encontrado.

2 Comentários. Deixe novo

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.
Menu