Segurança Patrimonial

Como proteger sua residência em caso de viagens e final de ano

Segundo um levantamento da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, cerca de 2,1% de todos os roubos e assaltos praticados em 2019 no estado foram a residências. As casas ficaram em 6º lugar entre os alvos mais atacados por criminosos no referido ano, por isso é extremamente importante saber como proteger sua residência.

Infelizmente, essas estatísticas não são uma realidade só em São Paulo, mas em todo o Brasil — e também no mundo. E um dos momentos preferidos dos criminosos para atacar as residências é durante viagens dos moradores, já que o imóvel fica vazio.

A situação está ainda mais complicada com o relaxamento da quarentena. Afinal, as pessoas ficaram em casa por meses, reduzindo os assaltos a residências — podemos perceber essa queda na pesquisa da SSP-SP já citada. Como as saídas de casa e viagens já estão liberadas, muitos vão aproveitar para recuperar o tempo perdido viajando no final do ano, e os criminosos sabem disso.

Por isso, vamos mostrar 5 estratégias valiosas para proteger sua residência nas viagens do final do ano.

Vamos conferir?

Mantenha a casa acesa à noite

Se criminosos notam que sua casa fica com todas as luzes apagadas (ou acesas) alguns dias e noites seguidos, logo deduzem: “não deve ter ninguém em casa”. Como sabem que o acesso está facilitado, as chances de tentarem invadir o local aumentam — e ninguém quer isso, certo?

Por isso, deixar algumas luzes acesas durante a noite é uma estratégia simples e eficaz! Você pode contar com alguns truques:

– Opte por lâmpadas LED — Elas são um pouco mais caras, mas segundo o CEBDS (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável), gastam bem menos energia e exigem menos trocas;

– Aposte em luzes automáticas — Lâmpadas dessa modalidade acendem e apagam no horário em que você programar, dando a impressão de que há pessoas na casa as controlando. Alternando as luzes que ficarão acesas e apagadas, a impressão de que tem gente na casa é ainda maior;

– Não esqueça o lado de dentro — Muitos vão viajar e deixam apenas uma luz acesa, como na garagem ou jardim. Mas é importante deixar uma lâmpada ativa dentro da casa também, pois dá a impressão de que há pessoas lá dentro.

Não torne sua viagem pública para proteger sua residência

Muitos divulgam as datas de suas viagens para os amigos e até mesmo fazem contagem regressiva nas redes sociais. Sabemos que a viagem de férias é, muitas vezes, o momento mais esperado do ano, mas o ideal é não sair contando para todo mundo que você vai se ausentar por um tempo.

Conte seus planos apenas para aqueles em que você realmente confia e, de preferência, sem dar muitos detalhes — como datas e horários exatos de saída e retorno, por exemplo.

Já sobre as fotos nas redes sociais, o ideal é publicá-las quando já tiver voltado de viagem. Se realmente quiser postar em tempo real, mantenha a privacidade de sua conta como privada ao invés de pública. Para ficar ainda mais seguro, publique apenas para sua lista de “Melhores Amigos” do Instagram, que deve ter apenas aquelas pessoas mais próximas e de confiança.

Conte com um vizinho de confiança

Em viagens, o ideal é que pelo menos um vizinho tenha ciência de que a casa está vazia. Assim, ele pode chamar ajuda caso ouça algum som, veja um veículo estranho ou perceba alguma movimentação diferente na casa.

Ou seja, quanto mais perto ele morar da sua residência, melhor. Mas, é claro, o fator mais importante aqui é que seja uma pessoa em que você confia. Se vocês tiverem uma relação de camaradagem, uma boa ideia é pedir para que esse vizinho vá algumas vezes a casa para recolher correspondências que possam acumular e conferir se está tudo certo.

Ainda, se a garagem da casa for ficar vazia durante esse período, pedir para que ele guarde um veículo no local também é uma boa pedida. Assim, sempre parecerá que tem alguém em casa.

Abaixe o volume da campainha e do telefone

Uma estratégia muito utilizada por assaltantes de residências é a de ligar na casa ou tocar a campainha para conferir se alguém atende. Caso ninguém atenda em algumas tentativas, a casa pode estar vazia, o que é um prato cheio para esses criminosos.

Por isso, é importante abaixar o som ou colocar no mudo telefones, interfones e campainhas. Dessa forma, eles não saberão se o aparelho está estragado, se o número de telefone mudou, se os moradores não ouviram… E essa dúvida reduz as chances de que tentem invadir o imóvel.

Contrate um seguro residencial e uma segurança patrimonial para proteger sua residência

Todas essas dicas são boas práticas para se ter em viagens, mas infelizmente não garantem que a casa não seja invadida. Para viajar e ficar com a cabeça realmente tranquila, o ideal é contratar um seguro residencial e um serviço privado de segurança.

Os seguros oferecem diversos tipos de cobertura. Os mais básicos costumam proteger em situações como incêndios, raios e explosões. Mas também é possível contratar pacotes que incluem roubo a residência, com cobertura somente para danos ao imóvel em si como também para seu conteúdo (como móveis, eletrodomésticos e itens de valor).

Já o serviço de segurança patrimonial é feito através de uma empresa privada, devidamente autorizada pela Polícia Federal a praticar vigilância patrimonial, segurança pessoal, entre outras atividades. Com este serviço, sua casa pode contar com artifícios como:

– Alarmes monitorados — Acionam uma Central de Segurança ao detectarem movimentos suspeitos;

– Câmeras de segurança — Permitem que especialistas vigiem a casa 24h e, em alguns casos, as imagens ficam gravadas;

– Rondas — Vigilantes passam em frente ao imóvel em diversos momentos, observando se há danos ou movimentações suspeitas na área externa e dificultando a ação dos criminosos.

Nossa casa é nosso lugar no mundo, onde ficam nossas guardadas nossas intimidades e itens valiosos e importantes. Por isso, qualquer ajuda para aumentar sua segurança é bem-vinda.

Continue ligado em nosso blog para ficar por dentro deste assunto e, caso tenha dúvidas ou queira aumentar a segurança da sua casa, entre em contato conosco!

Gostou desse artigo sobre como proteger sua residência em caso de viagens e final de ano? Aproveite e leia também no Blog da Macor: Perigos do Compartilhamento de Informações em Redes Sociais para a Integridade Física

Post anterior
Perigos do Compartilhamento de Informações em Redes Sociais para a Integridade Física
Próximo post
Avanços tecnológicos do setor da segurança privada em 2021

Nenhum resultado encontrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu