segurança residencial

5 dicas essenciais para melhorar a segurança residencial

Segurança Residencial

Nosso lar é nosso maior porto seguro. É onde encontramos conforto para relaxar e curtir a família. Por essas razões, é importante que o local seja o mais seguro possível. Continue a leitura e confira 5 dicas essenciais para a segurança residencial.

A sensação de insegurança ronda os brasileiros dia e noite. Infelizmente, a criminalidade afeta até algo tão particular como as residências, sobretudo, nos grandes centros urbanos.

Geralmente, as casas são alvo de criminosos justamente pelo agente facilitador: a surpresa. Afinal, não se espera ter esse ambiente violado.

Os bandidos estudam os hábitos familiares, como horário de chegada e saída dos moradores, se a casa fica sozinha por muito tempo e quais são os possíveis meios de entrada e saída.

Além disso, observam a vulnerabilidade de cada integrante da família, verificando também as condições financeiras, a fim de prever do que poderão se apropriar com o roubo.

E ainda o principal, analisam qual o mais oportuno momento para realizar a abordagem.

Diante disso, cabe aos proprietários investir em medidas de segurança residencial, visando proteger não somente seus pertences, mas também sua família.

Essa grande preocupação foi responsável pelo crescimento de ações implementadas para auxiliar na segurança de imóveis.

Uma pesquisa encomendada pela Abese (Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança), revelou que, de todos os projetos realizados na área, 69% foram voltados para segurança residencial.

Esses foram dados do ano de 2018, que apontaram ainda que as principais demandas foram para instalação de sistemas de alarme e monitoramento em vídeo.

Vamos às dicas para te ajudar a manter a segurança de sua residência.

Detecte pontos vulneráveis para melhorar a segurança residencial

Lembra-se de quando comentamos que criminosos investigam os pontos fracos da residência? Então, se adiante e faça o mesmo, só que antes deles.

Circule pela casa e preste atenção em todas as portas, fechaduras, janelas, a abertura da garagem e todos os demais pontos de entrada, constatando se estão devidamente seguros.

Uma medida bastante interessante é colocar grades nas janelas, principalmente nas localizadas no piso térreo. Verifique, também, se há locais internos que poderiam servir de esconderijo para possíveis invasores.

Cuidado redobrado com as chaves. Caso algum morador da casa perca, não hesite em trocar as fechaduras.

Invista em portões e muros apropriados

A ideia é dificultar e desestimular a ação dos bandidos, portanto, apostar em portões e muros estruturados são alternativas que podem se mostrar eficazes.

Primeiramente, garanta que a casa está cercada de muros altos e que impeçam a escalada. Pular os muros é o principal meio de entrada de invasores oportunistas.

Em complemento, esses muros devem ser lisos, pois ranhuras ou algum tipo de textura facilita a subida. Vale também instalar cercas elétricas ou arames farpados sobre eles.

Com os portões cabe cuidados semelhantes. Evite aqueles com grades em que é possível apoiar os pés e as mãos.

Outra questão é não escolher portões totalmente fechados, pois é preciso que se tenha visão de dentro para fora da residência. Esse fato evita ser surpreendido por indivíduos escondidos nas proximidades.

Também em relação a portões, contar com uma opção automática pode representar mais segurança, já que não seria necessário perder tempo saindo do veículo para abrir o portão.

Instale sistemas de segurança

A tecnologia está aí para proporcionar comodidade e controle à sociedade como um todo e por que não a usar para oferecer mais segurança a sua residência?

Nesse sentido, existem várias possibilidades disponíveis no mercado.

Você pode fazer a instalação de lâmpadas com sensor de movimento em pontos específicos da casa, juntamente com alarmes que funcionam da mesma maneira.

Assim, se alguém tentar invadir a sua casa, será surpreendido. A lâmpada será acessa, permitindo a visualização mais fácil do indivíduo e o alarme soará numa altura incômoda, que certamente o espantará.

Também é possível contratar centrais de monitoramento 24 horas. Esse serviço é prestado por empresas especializadas que recebem alertas emitidos por sensores existentes na residência. Dessa forma, as próprias centrais verificam o ocorrido e podem chamar a polícia.

Aliada a essa estratégia, há a opção da instalação de câmeras. Com esse recurso, é possível obter imagens da casa em tempo real, remotamente. Ou seja, você pode ver o que está acontecendo em sua casa, de onde estiverem.

Com esse sistema, é possível também salvar as imagens obtidas. Assim, caso ocorra qualquer intercorrência, haverá material para investigação.

Investir em um sistema de segurança completo tem um custo alto, no entanto, os benefícios são consideráveis e duradouros.

Inove em travas de segurança

Cadeados sempre foram sinônimo de segurança, porém, a verdade é que esses utensílios podem apresentar algumas falhas.

Além de serem mais fáceis de quebrar, alguns cadeados permitem ser abertos por chaves que não são as suas originalmente, o que representa um enorme risco.

Para evitar esse transtorno, troque os cadeados presentes em portões e janelas por travas de segurança mais resistentes.

Traga movimentação à casa

As invasões e roubos são mais comuns quando a casa está vazia. Deste modo, não deixe que ela fique com essa aparência.

Quando sair à noite, deixe uma lâmpada acessa, ou um rádio ou televisão ligado para simular a presença de alguém internamente.

Caso viaje com toda a família, tente destinar alguém próximo e de confiança para dar uma passada constante na casa e verificar se está tudo em ordem.

Além disso, esse responsável pode limpar a frente do imóvel e recolher as correspondências para não levantar grandes suspeitas de que o local está vazio.

A técnica da luz acessa é bem-vinda, porém, não em grandes viagens. Se houver alguém mal-intencionado observando a residência e verificar que a mesma luz se mantém acessa o tempo todo, pode notar que, na verdade, trata-se apenas de um truque.

Cuidados complementares para segurança residencial

  • Ter um cachorro em casa pode ajudar no alerta de possíveis problemas;
  • Ao sair da residência, tente dar uma olhada nos arredores antes;
  • Ao chegar, verifique se não está sendo seguido;
  • Não abra o portão se não reconhecer o visitante;
  • Não guarde objetos de valor em casa como joias ou grande quantia em dinheiro;
  • Tenha uma boa iluminação externa.

E então, gostou das dicas? Temos certeza de que você ficará alerta a esses pontos e tomará medidas para intensificar a segurança de sua residência. Afinal, nada melhor do que se sentir em paz dentro de sua própria casa.

Aproveite e veja mais notícias e dicas da Macor: https://www.macor.com.br/news/

Post anterior
Dicas de segurança pessoal para se proteger no dia a dia
Próximo post
Requerimento RDS Nº 223/2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu