Apesar do CFTV não ser uma tecnologia nova na área de segurança, ela recebeu diversas atualizações ao longo do tempo, especialmente depois do crescimento das tecnologias digitais. Nesse sentido, o circuito do CFTV é muito utilizado para realizar o monitoramento de patrimônios. Por meio da ajuda da internet, ele agora pode operar a vigilância de modo remoto.

Portanto, neste artigo, você entenderá o motivo da popularidade do CFTV e de que forma ele é aplicado. Afinal, essa é uma tecnologia relevante e que possui diversas finalidades para o processo de monitoramento.

Vem com a gente!

Sistema CFTV: O que é?

A sigla CFTV tem como significado “circuito fechado de televisão”, sendo uma espécie de monitoramento através das câmeras, que passam a transmitir as imagens em um monitor.

O sistema é chamado dessa forma porque ele não é um circuito de monitoramento liberado para todos, diferente do que vemos na tv casual. Sendo assim, apesar de transmitir programas na televisão, ele é um circuito privado, sendo restrito apenas aos aparelhos que fazem parte do sistema e às pessoas autorizadas.

O sistema CFTV ganhou enorme popularidade e é umas das principais tecnologias de segurança no mercado, sendo disseminado em estabelecimentos, como hospitais, escolas, empresas, comércio, entre outros.

A importância do sistema CFTV

O CFTV possui a grande vantagem de monitorar qualquer área em tempo real, seja ela externa ou interna. Nesse sentido, a segurança digital consegue minimizar a exposição humana, além de aumentar a eficácia do monitoramento.

Veja a seguir outras questões que reafirmam a importância desse sistema e o motivo dele ser tão importante para a segurança do monitoramento.

1- Diminui o risco de invasões

Por mais que os criminosos não conheçam a tecnologia CFTV a fundo, eles com certeza pensarão duas vezes antes de prosseguirem com qualquer ato furtivo diante das câmeras. Sendo assim, a ação pode ser interrompida pelo medo de serem identificados e da prisão em flagrante.

2- Reduz o custo do seguro

Os custos do seguro relacionam-se diretamente com os riscos de sinistros. Dessa forma, todo e qualquer recurso instalado com o objetivo de fortalecer a segurança contribuirá para a diminuir o custo da apólice, tornando-a mais acessível.

3- Diminui as chances de atividades ilegais

Da mesma forma que o circuito de monitoramento reduz os índices de invasões e arrombamentos, ele também registra com facilidade qualquer atividade ilícita.

4- Fortalece a eficácia da vigilância

Para que o monitoramento presencial seja efetivado em determinada área, é necessário que o número de vigilantes seja condizente com a dimensão da tecnologia. Entretanto, ainda assim os criminosos podem planejar o ataque em um período mais oportuno. Por isso, através do CFTV, é possível monitorar todos os locais simultaneamente, aumentando o nível de segurança do estabelecimento.

Entendendo como funciona o sistema CFTV

Há dois modos de sistemas que podem ser usados para implementar um CFTV: analógico e digital. Veja a seguir como funciona cada um deles:

1- Sistema analógico

O sistema analógico é o modo como o CFTV foi estabelecido originalmente. Mesmo sendo o pontapé inicial desse modelo de monitoramento, ele ainda é muito utilizado nos dias de hoje.

Esse sistema utiliza cabos coaxiais, monitores, câmeras ou televisores para exibir as imagens. Além disso, o sistema pode incluir equipamentos que gravam as imagens, liberando a sua consulta sempre que necessário.

2- Sistema digital

Apesar do sistema digital ser similar ao sistema analógico, o seu diferencial encontra-se nas tecnologias aplicadas. Nesse sentido, com o sistema digital, é possível conectar-se à internet, transmitindo as imagens em alta resolução e de forma online.

Através desse sistema, é possível administrar os dados de um monitoramento remoto utilizando um smartphone, tablet ou computador. Além disso, o sistema digital ainda permite o compartilhamento das imagens em tempo real com os órgãos de segurança pública.

As tecnologias presentes no CFTV

Como foi visto acima, há diversas variações no CFTV dependendo da tecnologia utilizada. Por isso, há muitas opções de equipamentos disponíveis no mercado, de forma que atenda às necessidades e o orçamento da organização que irá implementar o sistema.

Veja a seguir as funções tecnológicas básicas que o sistema CFTV apresenta:

1- Aparelhos de captação

Como já vimos na explicação sobre o CFTV, esse é um sistema que permite o monitoramento de diversas áreas, mesmo que o indivíduo não esteja presente nelas. Por isso, será necessário aparelhos que realizem a captação das imagens, bem como do áudio. Dependendo da câmera adquirida, ela pode realizar essas duas funções ao mesmo tempo.

2- Receptores de áudio e imagem

Todos os áudios e imagens registrados pelas câmeras necessitam ir para o receptor. Através do sistema analógico, o processo é realizado por meio dos monitores.

Mas no caso do sistema digital, é possível utilizar aparelhos como computadores, tablets, smartphones, entre outros. Isso ocorre por causa da conectividade com a internet, que permite a utilização de aplicativos e programas.

3- Aparelhos de armazenamento

Como já foi explicado, as imagens registradas pelas câmeras podem ser armazenadas em aparelhos específicos. Dessa forma, o CFTV pode ser programado para administrar o armazenamento desses dados, de modo que sejam compartilhados ou arquivados.

4- Fontes de alimentação

O circuito de segurança precisa possuir uma fonte de alimentação que seja independente, de forma que, se houver a falta de energia, os aparelhos continuem operando. Por isso, é essencial que essas fontes alimentem o sistema como um todo, incluindo as câmeras, alarmes e monitores.

Conclusão

Como foi visto neste artigo, o sistema CFTV oferece diversas possibilidades para a segurança da monitoração. Através desse circuito, a segurança acaba ficando ainda mais fortalecida, além de aumentar o escopo da vigilância e diminuir as chances de ataques criminosos.

Todavia, é importante deixar claro que, para que o sistema CFTV seja aplicado com êxito, é necessário que haja um planejamento pautado em estratégias sólidas e efetivas.

Dessa forma, atitudes como analisar as áreas que possuem maior risco, identificar pontos de acesso e garantir o equipamento certo para o seu estabelecimento, facilitarão um posicionamento assertivo dessa tecnologia.

E aí, gostou de conhecer mais sobre o sistema CFTV? Então aproveite para ler outros conteúdos em nosso blog e não deixe de contratar uma empresa especializada nesse tipo de tecnologia!

Post anterior
O que é e como funciona o monitoramento de alarmes?
Próximo post
O que são Facilities e como utilizar na sua empresa

Nenhum resultado encontrado.

Menu